sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Alemanha “em pé de guerra” contra o regime de sanções dos Estados Unidos



tradução btpsilveira

Qualquer um com um mínimo de clareza mental estaria em pé de guerra por causa das últimas sanções do Congresso dos EUA contra a Rússia – e como sempre – sanções por nada, um zero absoluto, desde que a Rússia não fez nenhuma das coisas das quais Washington e seus capachos lhe acusam, como interferência nas eleições dos Estados Unidos (as próprias agências de inteligência (norte)americanas disseram repetidamente que não há qualquer tipo de evidência); interferência na Ucrânia (foram os EUA/OTAN/União Europeia que instigaram e pagaram pela campanha sangrenta da Praça Maidan em fevereiro de 2014); a anexação da Crimeia (uma maioria esmagadora de 97% dos cidadãos crimeus votaram pela reincorporação da Crimeia pela Federação Russa – no seu pleno direito, conforme a Carta da ONU). Mesmo que a Rússia quisesse, não poderia consertar nenhum desses “erros”. São todos inventados.

Nenhuma dessas acusações tem a menor substância. Mas a imprensa “presstituta” ocidental continua martelando essas mentiras nas mentes idiotizadas do populacho. Podemos apenas observar e repetir Joseph Goebbels, Ministro de Propaganda Nazista: “deixem-me controlar a mídia e eu farei essa nação se tornar uma vara de porcos”. Bem, a máquina de propaganda AngloSionista ocidental teve sucesso em transformar a civilização ocidental (sic) numa imensa vara de porcos.

Será mesmo que todos e cada um dos membros do Congresso dos Estados Unidos são tão estúpidos que acreditam, por exemplo, em interferência russa nas eleições presidenciais dos EUA? – Ou eles acreditam simplesmente porque “Nós, os Estados Unidos da América, Mestres do Universo, fazemos isso o tempo todo, assim a Rússia também deve fazer”?

Embora o presidente Trump aparentemente esteja muito desgostoso com o Senado – o seu senado – que seguiu na mesma direção da Câmara dos Deputados e aprovou por larga margem as sanções – El Donald eventualmente acabará assinando. Ou seria esse desgosto apenas mais um truque?

A nova carrada de sanções também parece ter deixado madame Merkel em cima das sapatinhas – mesmo porque elas não afetarão a Rússia. A Federação Russa está além do alcance das sanções, mesmo porque sua economia em grande parte já de desligou do ocidente. A Rússia, assim como a China e todos os países da Organização de Cooperação de Xangai aprenderam rápido.

O presidente Putin deve estar rindo por dentro da ignorância ocidental, embora faça “cara de poker” para mais sanções estúpidas que os Mestres do Universo acreditam poder impor para castigar aqueles que não se comportam como eles querem – mesmo quando o castigo é baseado em mentiras deslavadas. Na verdade, estas sanções contra a Rússia machucarão na realidade a Europa, por ser um reles capacho de Washington. É hilariante que as sanções permitam, por exemplo, multar pesadamente companhias europeias que participem do esforço conjunto para construir um gasoduto Rússia/Europa.

Sendo assim, por que as sanções continuam? É a propaganda, estúpido! O resto do mundo deve acreditar que os EUA são o maior, o mais forte e poderoso e que pode policiar o mundo a seu bel prazer. Trata-se da principal ferramenta de Washington para sobreviver – uma rede de mentiras impulsionada por propaganda massiva – exatamente como ensinava Goebbels.

Tudo mostra no que se tornou o nosso sistema ocidental – ilegalidade desenfreada, sem moral ou ética e onde tudo é permitido, como transformar o neoliberalismo em neofascismo. Não se engane – abra seus olhos – caso ainda não tenha percebido, é nessa mistura tóxica que você está vivendo atualmente. Destruição de antigas civilizações; Grécia, berço da cultura ocidental, hoje totalmente devastada; Síria, Iraque e quase todo o Oriente Médio e o Norte da África ardendo em chamas – e ninguém diz nadica de nada. Isso sem tornou o novo normal. Doente, a sociedade ocidental bebe cerveja e vê futebol. Uma completa e auto infligida imbecilização do ocidente.

Mas madame Merkel não se enquadra na categoria de “estúpida” – ela só quer, como direi... ser reeleita por todos os meios possíveis. Melhor dizendo, o estado profundo lhe convocou para ser eleita pela quarta vez em 24 de setembro de 2017. Consequentemente, ela tem que fazer aquilo que a torne, em tese, popular em casa, mesmo em detrimento de seu relacionamento com Washington. Trump, aliás, também não passa de um capacho do estado profundo e faz o que lhe mandam. Ele sabe disso, e ela também.

Um pequeno conflito de faz-de-conta entre os dois não importa. É só um pequeno truque para enganar melhor o populacho, deixando-o confuso e acreditando que finalmente a Europa se tornará um continente independente mais uma vez, graças à aparente liderança de Madame Merkel, deixando de lado os Atlanticistas e assumindo a própria soberania e responsabilidade.

Claro, para não provocar ciúmes, não podemos esquecer das duas outras “Madames” – Macron e May – que por óbvio seguirão a líder. Portanto, cada coisinha no seu lugar e as coisas voltarão ao normal.

Madame Merkel, claro que se juntará ao coro daqueles que condenam as “sanções” – dizendo que já basta. O mesmo tom que ela usou à vontade no recente encontro do G20 em Hamburgo – “temos que assumir nossas responsabilidades” – basicamente admitindo, por certo, que ela e outros capachos haviam deixado a responsabilidade nas mãos sangrentas de Washington.

Todo o encontro do G20 em Hamburgo foi uma farsa orquestrada, um ensaio para o ainda pior, o muito pior que virá a seguir. Foi uma espécie de treino no terreno para a polícia e manifestantes violentos comprados. Faz parte da guerra urbana profunda – como a que está sendo preparada no mais ferrenho segredo na Saxônia-Althaus, onde o Bundeswehr (Forças Armadas Unificadas da Alemanha – NT) e a OTAN estão construindo toda uma cidade fantasma que se transformará no mais moderno campo de treinamento, onde serão treinados os militares e policiais para reprimir a resistência popular contra o neofascismo tirânico e a austeridade que estão a caminho.

São sinais do que está por vir brevemente, pois o estado profundo pensa estar perto da Nova Ordem Mundial – Dominação Total. Acordem, cidadãos. Ainda não é tarde demais – antes que eles militarizem cada rua e cada cidade e tirem de vocês os poucos direitos civis que ainda restam. A Lei Marcial em breve estará inscrita nas Constituições dos Estados Membros da União Europeia, começando com a França. Isso com certeza faz parte das cartas a serem jogadas. As três “Senhoras” (Merkel, Macron e May) estão cooperando duramente para fazer acontecer. Se os três maiorais fizerem, os maiorais da Nova Ordem Mundial acreditam que os demais seguirão a tendência. E eles irão – pois a máquina criminosa de propaganda está mandando salvas sucessivas de mentiras para o público ocidental.

A “tomada de responsabilidade” de Madame Merkel e sua indignação contra as novas sanções dos Estados Unidos contra a Rússia podem fazê-la popular mais uma vez – e ganhar a eleição – novamente, em menos de dois meses. É isso o que o povo alemão quer, pelo menos a grande maioria. Uma Alemanha independente e a Europa soberana, sem a ditadura de Bruxelas/OTAN/Washington.

Pessoas e empresários em geral então ficando doentes e cansados com o discurso anti Rússia. Querem paz e relações normais com a Rússia; as relações que devem ser naturais entre vizinhos, que já existem à séculos antes que surgisse o império AngloAmericano pelo Atlântico. Tenha em mente que o Império é formado pro desertores da Europa – guerreiros impenitentes e que se sentiram  seguros com dois mares cintilantes entre eles e o antigo continente despótico. Nesse intermédio o novo Império se viu infestado pelo sombrio Estado Profundo.

De volta para Madame Merkel. Será que a sua indignação contra as últimas sanções não são mais uma armadilha, um truque de manipulação da opinião pública, a fim de ser reeleita? E quando ela for reeleita, será que não voltará as costas para Putin mais uma vez e tornará aos beijos e abraços com Trump? Tudo é possível. Aliás, este é um bom modelo do comportamento neoliberal típico. Torne o povo delirante e você pode fazer o que quiser com eles. Uma coisa é certa – o enorme cão desagradável não vai largar o osso até que tenha alcançado seu objetivo. No caso, o objetivo PNAC – Dominação Total (PNAC – Project for the New American Century – Projeto para o Novo Século (norte)Americano – NT). Isso significa a dominação de Rússia e China, uma aliança forjada em aço.

No entanto, contra essa aliança em aço, o cão desagradável pode sucumbir por falta de oxigênio e escassez de energia. Esta nova aliança, também conhecida como OCX (Organização de Cooperação de Xangai), está oferecendo uma perspectiva econômica nova e real, a Nova Rota da Seda, também chamada de OBOR – One Belt One Road (Um Cinturão, Uma Estrada – NT) ou One Belt Initiative. A OBI do presidente Xi está ganhando novos impulsos e aliados, mais forte e atrativa para todas aquelas nações ocidentais que há tempos querem se desligar das maldosas imposições ocidentais, mas tem medo de se atrever a tanto.

E sim, nunca é demais dizer: o futuro está no Oriente. O ocidente está pouco a pouco mas com segurança se afogando na violência sangrenta que desencadeia e nas mentiras de seus propagandistas enganosos. É bom anotar isso direitinho, Madame Merkel.

blogdoalok

Nenhum comentário :

Postar um comentário