domingo, 30 de abril de 2017

Corredor Econômico China-Paquistão (CPEC): O que é? Como o futuro do mundo multipolar depende dele?

Andrew Gorybko, SputnikNews

Entreouvido na Vila Vudu:

Artigo interessante para q se comece a 'contextualizar' o golpe no Brasil e a correria em que se meteu o governo Temer-golpista, para implantar as tais 'reformas': os EUA exigiram pressa, porque precisam modelar o próprio quintal e torná-lo maximamente atraente para empresas norte-americanas – e quanto mais predadoras, melhor –, antes que Rússia e China tenham tempo para incorporar nossa região num desses BRICS+ ou BRICS++ e ideologias de "ganha-ganha" à chinesa... Os EUA nunca mudam!

Traduzido pelo coletivo da vila vudu

A ordem mundial passa atualmente por mudanças profundas, na transição, de sistema unipolar controlado pelo Ocidente, para um modelo não ocidental de multipolaridade. A fricção multifacetada que se tem hoje entre as forças opostas é como um resumo complexo da Nova Guerra Fria. EUA e aliados lutam para preservara absoluta dominação sobre todos os assuntos globais; e Rússia, China e respectivos parceiros trabalham com empenho para conseguir avanços pacíficos no trabalho de minar o controle até aqui exercido pelo lado adversário.

EUA: Russofobia sem alívio, por Pepe Escobar

Pepe Escobar, Sputniknews

Traduzido pelo coletivo da vila vudu

No fim das contas, nem chegou a ser um reset; mais, uma espécie de pausa na Guerra Fria 2.0. Dias intermináveis de som e fúria, em marcha com o presidente, até que finalmente Trump resolveu que a OTAN "já não é obsoleta". Mesmo assim, ainda quer "entender-se" com a Rússia.
Pouco antes de se encontrar com o secretário de Estado dos EUA Rex Tillerson em Moscou, o presidente Vladimir Putin havia dito na TV russa, que a confiança (entre Rússia e os EUA) está "num nível no qual se pode trabalhar, especialmente na dimensão militar, mas não melhorou. 

Relatório da guerra na Síria: Forças do governo sírio avançam em várias frentes

 South Front [e vídeo com mapas]

Traduzido pelo coletivo da vila vudu

Recomeçaram os combates no distrito de Al-Qaboun no leste de Damasco, onde o Exército Árabe Sírio (EAS) captura novos pontos antes controlados pelo grupo Hayat Tahrir al-Sham (HTS) e aliados. O Exército Árabe Sírio detectou um túnel que conectava várias posições dos militantes naquele distrito, e destruiu-o. Ahrar al-Sham divulgou que seus militantes atingiram dois tanques do EAS no distrito de Al-Qaboun.

Moon of Alabama: "Se tomarem o leste da Síria, eu tomo aquele porto no Iêmen"


Traduzido pelo coletivo da vila vudu

Será que os EUA deixarão a Síria, se for esse o preço para impedir que haja uma frota russa atracada no Iêmen?
A questão talvez pareçae estranha, mas se a Rússia tiver sucesso nas negociações que conduz no Iêmen, em pouco tempo será questão inescapável.

Um veículo neoconservador norte-americano publicou recentemente pequena notícia interessante, sem porém indicar qualquer fonte, sobre o Iêmen:

Força Aérea da Síria oblitera base da Al-Qaeda no sul de Idlib: vídeo

A Força Aérea Árabe Síria (SYAAF) realizou nesta terça-feira um ataque aéreo estratégico na zona rural do sul de Idlib, visando outro campo da Al-Qaeda com ajuda russa.


Um drone russo capturou imagens da Força Aérea Síria atacando esta base no sul de Idlib, mostrando o momento em que o campo da Al-Qaeda foi destruído pelo ataque aéreo.

VÍDEO: A fronteira de Hama torna-se terreno de matança para tropas de elite sírias (imagens para +18)

DAMASCO, SÍRIA (02:20) - Um vídeo de 30 minutos de duração foi lançado no sábado, mostrando as Forças Tigre provando a sua reputação como as mais assustadoras tropas de assalto no campo de batalha sírio. Outras facções do exército também estão estacionadas no norte de Hama, embora todas as decisões militares sejam tomadas por Suheil Al-Hassan e seus conselheiros.

As imagens retratam os recentes acontecimentos em Hama rural, incluindo operações de assalto e apoio de fogo fornecido por ataques aéreos e unidades de artilharia de retaguarda.

Veja as primeiras imagens do caça chinês JF-17B (FOTO, VÍDEO)

As imagens da primeira decolagem do JF-17B Thunder, o caça de combate chinês, foram publicadas nos fóruns da Internet chineses.Thunder JF-17 (modelo anterior)

O avião, desenvolvido pela China em parceria com o Complexo Aeronáutico do Paquistão, decolou a partir de um aeródromo da Fábrica de Aeronaves da cidade de Chengdu, segundo a mídia chinesa.

sábado, 29 de abril de 2017

Marinha russa receberá em 2018 submarino armado com mísseis Kalibr

O submarino nuclear K-328 Leopard, armado com mísseis de cruzeiro Kalibr, entrará ao serviço da Marinha russa em 2018, informou nesta sexta-feira (28) o porta-voz dos estaleiros Zvezdochka,Yevugeny Gladyshev.
Mísseis Kalibr instalados na fragata Admiral Grigorovich

OAB: Ação da PM em manifestação no Rio representa 'grave atentado' à Constituição (VÍDEO)

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) acusou a Polícia Militar de impedir a realização da manifestação da greve geral no Rio de Janeiro contra as reformas trabalhista e da Previdência do governo Temer.Policial atira bomba de gás contra manifestantes no centro do Rio de Janeiro

De acordo com a OAB, a ação da PM usou bombas e cassetetes contra multidão pacífica, além de perseguir manifestantes por vários bairros após a dispersão do protesto contra as reformas de Temer.

Estudante agredido pela PM na greve geral respira por aparelhos

O estudante de Ciências Sociais da Universidade Federal de Goiânia (UFG), Mateus Ferreira, participou da manifestação da greve geral em Goiânia na última sexta-feira (28). Ele sofreu um traumatismo cranioencefálico e diversas fraturas após um policial o golpear com um cassetete na cabeça.PMs são vistos em um cruzamento de São Paulo durante protestos que ocorrem no âmbito da greve geral de 28 de abril de 2017

TRUMP RENDEU-SE; PUTIN SERÁ O PRÓXIMO A RENDER-SE? O ATAQUE QUÍMICO É UM EVENTO ORQUESTRADO POR WASHINGTON.

Washington reabriu o conflito com um ataque com mísseis Tomahawk contra as bases da Força Aérea Síria. Os sistemas de defesa aérea russo/sírio não evitaram o ataque.
O establishment de Washington reassumiu o controle. Primeiro Flynn e agora Bannon. Todos os que restam no governo Trump são os sionistas e os generais enlouquecidos que querem guerra com a Rússia, China, Irã, Síria e Coreia do Norte.

MILITARES SÉRVIOS DISPOSTOS A AJUDAR A RÚSSIA A LIMPAR AS MINAS NA SÍRIA

Ministro da defesa da Sérvia afirma que seu exército agora não possui a “capacidade” para ajudar, mas estaria disposto em 2018 para treinar e participar.

Falando à imprensa, depois de um encontro com seu homólogo russo em Moscow, o ministro da Defesa sérvio foi questionado se eles conversaram sobre as operações de remoção de minas da Rússia na Síria.

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Rússia e China concordam com alvos de ataque contra o Ocidente, estimam 70 milhões de mortos em 6 horas

Um relatório sombrio do Ministério da Defesa (MdD) afirma hoje que o Alto Comando das Forças Aeroespaciais (HCAF) e a Comissão Militar Central da China (CMP) chegaram a um acordo sobre os primeiros ataques com  (armas nucleares) em evidência foi revelada provando que os Estados Unidos estão preparando um ataque nuclear secreto contra a China ou Moscou - e que os especialistas do Ministério da Defesa alertam que poderão causar a morte de pelo menos 70 milhões de pessoas dentro de 6 horas após o início da guerra. [Nota: Algumas palavras e / ou frases que aparecem entre aspas neste relatório são aproximações em inglês de palavras / frases russas que não têm contrapartida exata.]

O Ocidente perdeu: a imprensa austríaca explica como as sanções se voltaram para o benefício da Rússia: "Somente o Ocidente claramente perdeu materialmente".

Eduard STEINER em Die Presse , traduzido do alemão por Tom Winter 

Nota: Isto aparece amanhã (27 de abril) em RusVesna, em uma forma podada. Como de costume, Fort Russ vai para a fonte original, que apareceu em impressão 25 de abril. Esta versão é unvarnished. - Tr. 
Não bananas, mas sobre todos os outros produtos é caseira
Rússia: Quem, em última instância, se beneficia das sanções? [Esta é a manchete austríaca. A manchete acima é o neadline RusVesna] 

As sanções contra a Rússia estão em vigor há quase três anos. Elas causaram danos colaterais na Rússia e na UE, mas eles foram bons para Putin e o estabelecimento.